Friday, 30 May 2008

Eu não vou!

Não consigo perceber este fenómeno do Rock in Rio, confesso.
Sou aficionada de concertos, festivais então são mel: SBSR fui a (quase) todos, o bilhete para o Optimus Alive foi o melhor presente que recebi nos anos, a Aula Magna é sinónimo de felicidade… Ir a um concerto é, para mim, dos melhores programas que pode haver. Mas ir ao Rock in Rio, com bilhetes a 50 e tal euros!? Wtf?! Nem morta.
Para já, que coisa disparatada é esta de manter o nome “Rock in Rio” se não é no Rio de Janeiro nem sequer se vislumbra ao longe o Tejo? Seguramente questões de marca registada mas que nem por isso deixa de ser disparatado.
E que cartaz esquizofrénico é este? Por um lado, há alguma qualidade: Amy Winehouse (se bem que o estado de saúde e sobriedade deixam muito a desejar), 2ManyDJs (que tocam no Lux milhares de vezes, mas tudo bem…), Muse, Kaiser Chiefs, Carl Cox, Dimitri from Paris, Legendary Tiger Man, Buraka… Tem nível.
Mas por outro lado têm Ricardo Azevedo, Lúcia Moniz, Ala das Namorados, Rão Kyao, Paulo Gonzo (?!?!) e, claro, os Xutos e Ivete Sangalo, que dão aí uns 89746 concertos ao ano em Portugal, incluindo todas as edições do Rock in Rio. Terão eles material novo para apresentar?! Ninguém se cansa de serem sempre as mesmas cabeças de cartaz?!
Há um dia então que só pode ter sido planeado por um pedófilo: Cabeça de cartaz: Rod Stewart, mas quem o antecede são Docemania, 4Taste, Just Girls e Tokio Hotel. Ui!E a cerejinha em cima do bolo é o “hino” Rock in Rio, com tambores à la Toca-a-Arrufar e o já intolerável “Eu vou!”.
Pois eu, meus amigos, não vou.
Bom f-d-s!

Thursday, 29 May 2008

Dá cá os ossos!

Um abraço é o presente perfeito: é tamanho único, serve a toda gente e ninguém se importa que o troques. São dois corações envoltos por braços e dá-nos, sem que seja preciso dizer uma única palavra, todo o conforto, consolo e amor que procuramos.
Depois do meu post amargurado de ontem, voltemos ao optimismo: partilho convosco um vídeo que um amigo me mandou hoje.

Wednesday, 28 May 2008

O segundo sexo

Se eu soubesse que este blogue é lido por mais do que 2 pessoas avisava assim à cabeça que este post pode ser uma surpresa pela extensão e tom sério que são, para mim, uma excepção. Mas como não é, desconsiderem dito aviso...

Ontem à noite tive um furo em plena Marginal e a primeira coisa que fiz foi pegar no telemóvel para ligar ao meu namorado ou primo ou vizinho... Nisto, a minha (destemida) companheira de viagem disse-me “Mas vais ligar-lhe porquê? Mudamos nós, anda!”. Eu que sou tão leiga em mecânica que quase achava que o macaco era um símio genuíno que vivia escondido no meu porta-bagagens, lá ajudei a minha co-pilota (tentar) trocar o pneu que nem pit-stop de F1. Sem força suficiente para levantar o carro (um monovolume!) ou soltar as porcas da roda, tivemos de pedir ajuda a um macho alfa que acabou por nos salvar daquele triste cenário.
Aí apercebi-me: sou uma merdas: dependo dos homens quando nunca o quis e sempre advoguei a minha independência.

A verdade é que sou (ou pretendo ser) feminista, há uma Simone de Beauvoir em mim que, de vez em quando, manifesto.
O facto de eu não saber mudar um pneu não é culpa minha mas antes da Sociedade que sempre incutiu que eu devia brincar às bonecas e carros é coisa de rapaz. O mesmo se passa com o futebol: jogo num torneio de futebol feminino em que todas as meninas da minha equipa só jogaram à bola a sério pela primeira vez no nosso jogo de estreia no dito torneio. Já os rapazes nascem com o esférico no pé…

Depois da luta dita “feminista” do início do século passado e findo os tempos da queima dos soutiens dos anos 60, vivemos finalmente – pelo menos nas sociedades ocidentais democratas – num mundo em que há, teoricamente, total igualdade entre ambos os sexos, com as devidas diferenças onde elas devem existir.
Expliquem-me então porque é que:
1. Há o Dia da Mulher? Este é, para mim, o maior exemplo do paternalismo que se criou para remediar as ainda persistentes e gritantes disparidades entre o estatuto do homem e da mulher. Mas que merda é esta de nos dar um dia em 365 em que andam aí a distribuir lacinhos cor-de-rosa do cancro da mama e rosas a desejar “feliz dia”. Então os restantes 364 dias? São todos dias do homem?
2. As mulheres detêm apenas 1% da riqueza mundial e ganham 10% das receitas mundiais, apesar de constituírem mais de metade da população mundial?
3. Continuamos sub-representadas em todas as instituições de influência e corpos legislativos mundiais? A percentagem de mulheres em legislaturas nacionais, por exemplo, é em média apenas 9%.
4. As mulheres ganham quase sistematicamente 30% menos do que os homens, mesmo quando têm o mesmo emprego? Trabalho numa sociedade com, pelo menos, 60% de mulheres em que, de 18 sócios, apenas 4 são mulheres e só 3 delas têm filhos.
5. O peso da família é infinitamente maior par a mulher? As tarefas domésticas e a educação dos filhos continua a ser prioridade das mães que muitas vezes sofrem consequências gravosas nos empregos por terem esse encargo acrescido em casa ou por ter estado fora 4 meses (quando podem gozá-los por inteiro!) em licença de maternidade.
6. Há uma pressão muito maior para que uma mulher com 30 anos tenha perspectivas de casamento e filhos? Se é solteira, é “solteirona”. Se teve vários namorados, é uma “pêga”. Já um homem solteiro de 30 anos é garanhão com a vida pela frente…

Não sei se algum dia teremos um tratamento igual ao dos homens. Nem sei mesmo se o quero. A verdade é que gosto dos gentlemen que me abram as portas, se levantem quando eu entro numa sala e ainda mais quando se oferecem para pagar a conta.

Deixo assim um post gigante e inconclusivo. Mas “remember, Ginger Rogers did everything Fred Astaire did, but backwards and in high heels”.
Girl power.

Monday, 26 May 2008

Marketing Altruista

Mas porquê?!!

Cenário:

Algures numa Ilha no meio do Atlântico, um dia do criador.... Peque-nina (toda pimpona a achar-se um máximo....por causa dos seus peque-ninos) decide, tendo em conta o dia do criador que estava e os cremes (com protecção decente) que não tinha - e que devia ter!, dirigir-se a uma farmácia para comprar os (ditos) cremes para levar para a praia. Eram 13h... Peque-nina entra e diz:

- Bom dia!
Ficam duas senhoras a olhar com um ar muito indignado. Rosnam entre elas, olham, outra vez muito indignadas, para relógio, e nisto uma delas - como que a porta voz do grupo - diz:
- Bom dia não....uhmfff....Boa Tarde! Já passa do meio dia!!!


Mas porquê!?!

Irrrraaaaaaa


Friday, 23 May 2008

Lars and the Real Girl

Este é um filme cuja sinopse não lhe faz justiça: conta-se a história de Lars Lindstrom, um loner que vive numa aldeia esquecida no norte dos EUA, com graves dificuldades de interacção social e hiper-sensível a um simples toque. Lars encomenda uma boneca de silicone via Internet, apresentando-a logo de seguida a familiares e amigos como sendo a sua namorada Bianca.
O que à partida parece ser uma caricata comédia dá lugar a um surpreendente e ternurento drama com apontamentos humorísticos acertadamente subtis. A conspiração emocional de uma comunidade inteira e da dulcíssima cunhada do protagonista fizeram com que eu passasse metade do filme de lágrima no olho, comovida com este delicioso retrato da human kindness.
De destacar o argumento (escrito pela mente brilhante por trás do Sete Palmos de Terra) e, sobretudo, o elenco. A representação de Ryan Gosling, que brilhou em Half Nelson, chega a ser comovente na sinceridade da sua composição e demonstra, uma vez mais, que domina o underacting em todo o seu esplendor.

Wednesday, 21 May 2008

Quem te viu e quem te vê

Eis um dos melhores sites (lamento, mas recuso-me a dizer "sítio de internet") com uma das melhores ideias dos últimos tempos: recriar uma fotografia de infância. Os exemplos são ternurentos, cómicos, ridículos, assustadores… há de tudo. Senão vejam. Aqui ficam alguns dos melhores exemplos:









Monday, 19 May 2008

Segunda-Feira! (É dia de.....)



What else?!

Para quem nunca viu..... aqui têm, façam-se à vida!!!


...

Yabada (Erykah) Badu!

Não sou grande apreciadora de música soul ou R’n’B mas há músicos e álbuns que reconheço que são geniais. A Erykah Badu é uma dessas excepções. É das mulheres mais bonitas e com mais pinta no actual panorama musical, tem uma voz de mel, uma cadência hipnotizante e letras acutilantes: a crítica social é uma constante, especialmente no que diz respeito às classes sociais desfavorecidas dos EUA e à condição da mulher negra. Para além do voluptuoso On & On, elejo Tyrone com uma música a reter da Erykah Badu: uma música com sentido de humor que faz uma brilhante descrição dos homens nas relações amorosas e, actualmente, reflecte na perfeição o meu current mood.

Fiquem ainda a saber que foi lançado há pouco tempo o seu mais recente álbum, New Amereykah, e a julgar pelo single Honey, é isso mesmo: mel!

Sunday, 18 May 2008

Leiam...

Sofia Bragança Buchholz, uma blogger que muito estimo, é a Eterna Descontente do "E as fadas... também se enganam no Caminho?"....  autora deste texto que aqui vos deixo!


Se podemos conceber a ideia de que uma mulher, seja lá por que razões forem, tenha relações sexuais esporádicas com este ou aquele homem que com ela se cruze na vida, asseguro-vos, será muito rara aquela que invista tempo, atenção, afecto – e este, por incrível que pareça, está presente, para uma mulher, num envolvimento sexual quando este é prolongado no tempo – num relacionamento sem que fique, emocionalmente, ligada a ele. Para o sexo feminino, o que mais pesa é o investimento afectivo feito na relação e este é directamente proporcional ao tempo dispendido na mesma. Pelo contrário, para os homens, o que tem mais valor é o prazer dela retirado e o factor novidade. Por outras palavras, podemos dizer que eles se prendem a elas enquanto não as conquistam; e elas prendem-se a eles depois de terem sido conquistadas. 
Mas quando se vão abaixo, quando apertadas na tristeza de tão desigual investimento de afectos, elas confessam. Confessam que o seu sonho era casar, ter um casalinho de filhos com eles, enfim, um ninhinho perfeito, e que mantêm viva a esperança – e vejam só, se eles as ouviam agora! – que eles, um dia, lhes digam que é isso que querem também. Senão, porque viajam eles com elas? Porque passeiam e jantam fora tantas vezes? Porque respondem a sms e a chamadas tardias? Porque CONTINUAM eles com elas? E é aqui, meus queridos leitores, que reside mais uma grande falha na comunicação entre homens e mulheres: é que elas interpretam todos os actos deles como sinais de ligação; e eles transmitem o sinal por pura cortesia [e, como acredito pouco no altruísmo masculino, para assegurarem – obviamente – a próxima queca].



[Sofia Bragança Buchholz in E as fadas...também se enganam no caminho?]

Só eu sei.....


......que o Tiuí hoje foi o Rei!!! 


Rodrigo Bonifácio da Cunha,  obrigada!

(O meu) Domingo!








Palavras pra quê........

Saturday, 17 May 2008

By the power of Grayskull...I have the power! #2



"She-ra, Princess of power"

By the power of Grayskull...I have the power!

Hoje acordei cedo. Muito cedo. Mais cedo do que é suposto, para um Sábado de manhã!... para, por exemplo, se fosse caso de ver um raio de sol, ir de raspão para a praia....decidi então fazer o belo do zapping matinal. Nada de jeito nos canais do costume....e, por isso, tentei os primeiros canais para ver o que é que se passava, no fundo, ver o que é que esta criançada vê nos dias de hoje...só vos digo, um dó! Tive mesmo (MUITAS, acreditem) saudades do tempo em que acordava mais cedo para ver, por exemplo, isto:






"He-Man and the Masters of the Universe"

Friday, 16 May 2008

Thursday, 15 May 2008

Yves Rossy, aka Bird Man



Cada louco com a sua mania....ora vejam

Hábitos nocturnos! #2



Como devem calcular os meus hábitos nocturnos vão muito para lá de ver (somente) o canal das Televendas!!!

Já estavam a ficar preocupados com a minha (in)sanidade mental! Acredito e percebo-vos... estão para aqui, a perder o vosso precioso tempo, a ler um post de uma (destrambelhada mental?!) que diz que um dos seus programas preferidos é ver Televendas antes de ir para a cama dormir....for God’s sake

Mas não se assustem, tenho outros canais bem mais -vá -"cultos" na minha short list! Por exemplo...(e a par e passo com o canal da TV Shop) temos o "People & Arts"... que lá para a meia noite e meia/uma da manhã... começa a bombar! Do melhor que por aí anda a nível de programação!!! Aqui o "Miami Ink" tem todos os meus votos....sou a maior fã do programa e, em especial, do Ami James ..... graças a este B'neco tornei-me uma aficionada deste mundo das tatuagens!

Aliás, e para que saibam, uma das minhas resoluções deste ano é: chegar ao fim de 2008 com uma tattoo neste corpinho!!! E...perfeito, perfeito seria - isso sim uma coisa para lá de espectacular - ser tatuada por este B'neco! Mas, o problema é que, segundo ouvi dizer este peque-nino já não se encontra em Miami.... na sua Tattoo Shop.... sei que ele anda por aí - só não sei onde - por isso se alguém souber do seu paradeiro, de preferência antes de 2008 terminar, comunique!

Sim, (com isto estou a dizer que era e) sou menina para atravessar o atlântico só para ser tatuada pelo meu querido Amy!

Hábitos nocturnos!


Serei uma das únicas pessoas deste mundo que não dispensa de uns minutinhos, posso mesmo dizer uns largos minutos, chegando até a horas - neste último caso só mesmo (muito) bezana, a ver Televendas?!? Sim, televendas..... é mau não é!?!

Enfim........

.. o que é facto é que me divirto, acreditem, bastante, com este programa! E, confesso, até tenho os meus "produtos" e "apresentadores" preferidos...


Por isso, se são uns dos (99% da população portuguesa) que esnoba tal programa...Vejam! Vão ver que não se vão arrepender!

We will always have Paris

Listen very carefully; I shall say this only once! Uma vez que já temos a nossa Peque-nina de volta, nada de posts da Imelda nos próximos dias: vou à Cidade da Luz (não, não é Benfica…) e só volta para a semana. À bientôt!

Wednesday, 14 May 2008

Cucu!!! (adivinhem quem voltou!)

Pois é....estou de volta, cheia de coisas para vos contar, mas... por agora só tenho isto para vocês:


Dra. Peque-nina

Feita a agregação da O.A., fica aqui um enorme beijinho de orgulho e parabéns à minha co-blogger Peque-nina! PARABÉÉÉNS!

Nesta data querida...


O que é que a Imelda tem em comum com a Cate Blanchett, Tim Roth, David Byrne, Robert Zemeckis e George Lucas? Pois é! Todos nós fazemos hoje anos!
E numa de “toma lá uns fait divers e não digas que vens daqui”, fiquem sabendo que também neste dia Luis XIV subiu ao trono e morreram Rita Hayworth e Sidney Bechet.
Quando era mais nova, o meu dia de anos era o dia mais emocionante e importante do ano. Nem sequer o Natal ou o último dia de aulas antes das férias grandes se comparavam ao meu aniversário. Tinha carta branca nas altercações com a minha irmã, tendo o trunfo do “mas hoje faço anos!” e era eu que ficava com a melhor Barbie ou com o comando da televisão. Os meus pais apaparicavam-me o dia todo, o jantar era o meu prato favorito (acho que nessa altura era uma ementa sofisticadíssima como esparguete à bolonhesa ou panados…). Enfim, era todo um dia dedicado inteiramente à minha pessoa que, desde a mais terna idade, tem esta necessidade de afecto e atenção: uns chamam a isso carência, eu prefiro chamar-lhe “carisma”…
Mas a partir da adolescência passei a odiar fazer anos. Odeio. Nem sequer posso dizer que é um dia como outro qualquer: passa da indiferença para a angústia. Sofro do sindroma Dorian Gray: aterroriza-me envelhecer. Acho que prefiro ouvir um qualquer hit da Céline Dion a ter de aguentar mais um ano a letra dos “Parabéns a você”. E porque não “parabéns a ti”? Estes são os meus amigos e família que, de repente, ficam com cerimónias e formalidades e passam a tratar-me por você?! Haverá maneira mais subtil de dizer “estás tão velha que já nem sequer és digna da segunda pessoa do singular e tens de passar ao tratamento das pessoas de 3ª idade”?
Mas, verdade seja dita, há que concordar com o Maurice Chevallier que dizia “old age is not so bad when you consider the alternatives”…

Tuesday, 13 May 2008

E porque hoje é dia 14!!!!!




Imelda, minha querida........ MUITOS PARABÉNS!!!!!

Fátima, Futebol e Fado

Ontem só faltava um faducho para voltarmos ao Estado Novo: com destaque para a procissão de Fátima – peregrinos com coletes reflectores? Onde está a fé?! – e para o casting do Euro 2008 (http://static.publico.clix.pt/homepage/desporto/euro2008/), ficava completo o trio Fátima, Futebol e Fado…
Apenas uma nota quanto ao Euro: que se tenha deixado de fora o Maniche e o Caneira, tudo bem: têm estado no banco e já não vão para novos. Mas convocarem o Petit? Nuno Gomes?! Pui Patrício?!? Ó Deus… Ricardo e Quim, por amor da Santa, não se lesionem!!
Já agora, outra nota: o FCP é o clube com mais convocados… embrulha!

Thursday, 8 May 2008

No Windows 2009, talvez...

Serei a única que anda cheia de trabalho!? e a desejar que o meu computador me desses estas opções?!







Wednesday, 7 May 2008

Deliciem-se...

Uma compilação de todos os sofa gags dos Simpsons!

Tuesday, 6 May 2008

Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão

O gangsta rapper norte-americano 50 Cent foi assaltado em pleno palco, durante um concerto que dava em Luanda no âmbito do Festival da Paz (irónico, no mínimo). Um espectador furou a segurança e, sem pudor nem temor, arrancou o bling do pescoço do 50 Cent, que ainda tentou agarrar o ladrão, perseguindo-o, em vão, pelo meio do público. Os restantes membros do G-Unit fizeram o mesmo, também em vão, e a o concerto acabou abruptamente.

É curioso como o 50 Cent, menino para os seus 100 quilos de músculo puro, que passou temporadas na choldra e sobreviveu a nove tiros, e os seus companheiros do G-Unit, também eles meninos de bom porte e com uma carinha que me faria mudar de passeio, não tenham conseguido apanhar o larápio que acabou por se entregar à polícia. O pior no meio disto tudo é que se perdeu o furtado colar, avaliado em cerca de 600 mil euros, ou seja, o PIB de qualquer pais vizinho da Angola. Sempre ajudava a reduzir a dívida externa...

Friday, 2 May 2008

Hora Coca-cola Light

Já todos vimos imagens do géiser de gasosa, digno de efeitos especiais, provocado pela combinação de Mentos com Coca-cola light (tem de ser light mas não me perguntem porquê, a química nunca foi o meu forte…). Esta semana, esta experiência foi levado ao extremo, numa tentativa de estabelecer um recorde mundial (what else?), quando mil e quinhentos alunos da Universidade de Leuven, na Bélgica, transformaram a praça Ladeuzeplein num mar de espuma peganhenta, ao lançarem simultaneamente Mentos em mil e quinhentas garrafas de litro e meio de Coca-cola light.

Pegajoso, no mínimo.
Para quando a experiência em seres vivos, ou seja: os próprios a beber uma litrada de Coca-cola light e enfiar de seguida um pacote inteiro de Mentos pela goela abaixo. Isso, sim, devia ter destaque no Guiness.